Home     Contato     Convênios

Termos de Uso e Políticas do Site Conheça nossos termos de uso e políticas para utilização do site.


CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA PROFISSIONAL 
O presente documento explica os padrões de comportamento que a EMPRESA espera de seus colaboradores no exercício das  suas  atividades diárias e no seu relacionamento com seus pares.      Também pretende propiciar uma oportunidade de reflexão sobre as questões éticas e de conduta, de forma que todos possam estar envolvidos e integrados uns com os outros e com os  valores da organização. As questões que são apresentadas signi?cam um ganho perceptível para a organização, seus clientes, fornecedores  e  parceiros,  bene?ciando a todos tanto no aspecto pessoal como pro?ssional.  É  importante ter em mente que a ética na empresa ajuda a construir  uma relação de con?ança e de ?delidade.  Um processo que exige tempo e esforço e que é importante  para o desenvolvimento das relações. Além disso, ela orienta os    colaboradores a lidar com determinadas situações, alinhados com   objetivos e valores em comum, colaborando para que a convivência no ambiente de trabalho seja agradável. Mudanças no contexto empresarial, no ambiente de trabalho  ou mesmo na sociedade de uma forma geral geram novas necessidades e padrões, de forma que esta versão do Código de Ética e Conduta está sujeita a constante atualização.
1  – ABRANGÊNCIA
Considerando que todos os colaboradores – sem distinção – devem contribuir da forma que lhes cabe para a realização dos objetivos da empresa, levando em conta a extensão dos negócios e dos pontos de atendimento da EMPRESA. Este documento aplica-se a todos os auxiliares, assistentes, gerentes, diretores e colaboradores parceiros ou terceiros, bem como aos membros da realização de trabalho freelancer em atividades e eventos da EMPRESA. Importante: É preciso destacar que os valores nos quais este documento se apoia são de toda a organização e não apenas dos membros internos da empresa. A íntegra deste documento poderá ainda    nortear as práticas e relações de todos os que prestam o trabalho de qualquer natureza junto a EMPRESA e em todo o território nacional e internacional.
2  -  PRINCÍPIOS GERAIS
A  EMPRESA tem a convicção de que objetivos empresariais e princípios éticos precisam estar em sintonia e ser compartilhados por todos os colaboradores.
A conduta de todos deve contribuir para a MISSÃO da EMPRESA, que é: promover o desenvolvimento e bem estar das pessoas e da organização através das diversas atividades que se propõe a realizar, da seguinte forma: Oferecendo excelentes serviços aos clientes, operando com respeito, cumprindo todos os compromissos assumidos com clientes e fornecedores, sob os princípios de uma gestão socialmente responsável, garantindo a rentabilidade do negócio, a satisfação e o desenvolvimento dos clientes, colaboradores e parceiros,    apoiando-se no desenvolvimento contínuo de um plano de carreira bem sucedida para todos os colaboradores da empresa. Nossas ações devem sempre ser regidas pelos princípios de harmonia, cordialidade, respeito, empatia e espírito de equipe, independentemente da posição hierárquica na empresa. Desta forma, atitudes guiadas por preconceitos relacionados a origem, raça, religião,   classe social, orientação sexual, cor, idade, incapacidade física e qualquer outra forma de discriminação serão consideradas faltas graves.
3- VALORES E PRINCÍPIOS
Este documento foi criado e adaptado a partir do primeiro contato que tivemos com ele, quando nos apresentado por um parceiro,  Yázigi Internexus, somados a contribuição dos colaboradores e seus  princípios fundamentais são permeados pelos valores da nossa  organização, que também foram criados e validados em um trabalho  conjunto entre a diretoria e os colaboradores. São eles: a) Satisfação em servir e em ajudar de forma a garantir um ambiente de trabalho saudável, organizado, seguro, produtivo e sem discriminação ou assédio. b) Ser prestativo e pronto para servir, compreender o problema ou a  questão trazida pelo cliente, fornecedor, parceiro ou colaborador e ?car satisfeito em solucioná-lo ou explicá-lo. c) Atuar na busca de alcançar resultados previamente de?nidos e que respeita aos deveres de conduta e os princípios da probidade e   boa-fé e os deveres desses decorrentes, como os de lealdade,  sigilo, cooperação e informação, abstendo-se de adotar conduta que   prejudique os interesses da empresa, inclusive após a extinção do  vinculo contratual de  trabalho. d) De?nir objetivos, metas e possíveis meios para alcançá-los. Essas de?nições devem se balizar por uma ética pro?ssional, de modo que nossa atuação possa alcançar as metas e objetivos sem desrespeitar nossos princípios do bem-proceder. e) Antecipar as necessidades do cliente ou colaborador. Oferecer empatia por ele. f)  Conhecer e perceber o cliente e sua realidade, agindo de forma   pró-ativa e antecipando-se às suas necessidades para satisfazê-lo e atendê-lo mais e melhor. g)  Buscar constantemente pelo desenvolvimento e aperfeiçoamento pessoal, pro?ssional e da qualidade dos serviços. h)  Gostar do que faz e ter espaço para fazer o que gosta. Procurar melhorar sempre nossa vida, nossa formação, nosso trabalho, tudo o que tocamos e o que fazemos. i) Proteger os ativos da empresa e os utilizar adequadamente e com  cuidado, para bene?cio da mesma e não para uso e benefício pessoal. Os ativos da empresa incluem o seu tempo no trabalho e o produto do seu trabalho, bem como equipamentos, informações, marca  registrada e o nome da empresa.
4  - POLÍTICA DE CONDUTA
A empresa deve basear-se nos princípios descritos abaixo:
a) Reconhecer o mérito do colaborador e relacionar-se com ele de modo  justo, com respeito e dignidade. b) Oferecer igualdade de oportunidade de emprego e promoção de   cargo, considerando  o desenvolvimento dos negócios, os resultados   alcançados pela empresa e o desenvolvimento pessoal e  pro?ssional    do colaborador, independentemente das diferenças de sexo, idade,  orientação sexual, cor, religião situação familiar, país de origem, ou qualquer outro critério indiferente à função pro?ssional e que possa ser  classi?cado como preconceituoso e/ou antiético. c) Garantir ao colaborador o direito de formular sugestões, reclamações ou solicitações sobre qualquer assunto pertinente ao seu trabalho e às atividades da empresa diretamente com os superiores diretos. d) Zelar pela saúde e segurança dos colaboradores, bem como pela proteção do ambiente de trabalho, orientando todas as suas   atividades com respeito e dentro do conceito de uma gestão socialmente  responsável. e) Incentivar o aprimoramento contínuo do padrão de qualidade dos produtos e serviços. f) Incentivar os colaboradores a serem responsáveis pelo bom desempenho econômico e ?nanceiro da empresa. g) Quanti?car e mensurar o desempenho e a produção para uma  divulgação clara e transparente dos resultados obtidos.
A - PRÁTICAS RECOMENDADAS NA EMPRESA
a) Cumprir os compromissos assumidos no contrato individual de    trabalho, com zelo, atenção e competência pro?ssional. Conheça e obedeça todas as leis, normas e regulamentos aplicáveis ao seu  cargo.
b) Zelar pela ordem e asseio do seu local de trabalho. c) Zelar pela boa conservação das instalações, equipamentos e máquinas, comunicando sempre às áreas responsáveis qualquer anormalidade notada. d) Atender clientes e fornecedores com zelo e pontualidade. e) Ser compreensivo em relação à personalidade e forma de ser dos seus colegas de trabalho. f) Atentar para sua aparência pessoal, já que ela é um fator importante para a imagem da sua área de atuação e de sua empresa. g) Evitar atrasos e faltas, pois podem trazer problemas para outras pessoas e áreas. h) Usar o bom-senso para evitar que assuntos ou problemas pessoais prejudiquem seu desempenho pro?ssional e para que questões  pro?ssionais não inter?ram negativamente em sua vida particular. O bom senso não é para separar a vida pro?ssional da particular, mas para estabelecer uma  relação sadia entre elas. i) Ao ausentar-se da sala de trabalho, informar a seus parceiros aonde  vai para garantir o atendimento. j) Atender prontamente as ligações telefônicas ou retorná-las o mais rápido possível. k) Antes de fechar um contrato com uma empresa, veri?car se  ela possui práticas de boa conduta e responsabilidades social reconhecidas. l) Considerar qualquer atividade concluída apenas quando estiver   certo de que todos os interessados foram plenamente atendidos. m) Cumprir rigorosamente os prazos estabelecidos. n)  Manter  os  objetos organizados para que na sua ausência, qualquer pessoa consiga encontrar o que precisa. o) Reconhecer honestamente os erros cometidos e comunicar imediatamente a seu superior hierárquico, sempre que necessário. p) Apresentar críticas construtivas e sugestões visando aprimorar a qualidade do trabalho. q) Atender os visitantes com cordialidade e simpatia, encaminhando-os com presteza e procurando evitar esperas desnecessárias. O   atendimento deve privilegiar idosos, grávidas, de?cientes e pesso as com crianças de colo. r) Não fale em nome da empresa, a menos que esteja autorizado a fazê-lo. s) A empresa possui sistema de gravação de áudio e vídeo. Utilize o correio eletrônico, internet, telefone e outros meios de comunicação ou ferramentas de trabalho disponibilizadas pela empresa de forma  adequada, primordialmente para ?ns pro?ssionais. Em hipótese alguma os sistemas poderão ser usados para enviar ou  receber mensagens discriminatórias ou de assédio, correntes, material obsceno ou de mau gosto. Todas as mensagens enviadas ou recebidas por esses meios, assim como as imagens e áudios gravados, são de propriedade da empresa, cabendo à mesma, portanto, o direito de  utilizá-la e divulga-la em caso de litigio ou investigação judicial.
B - IMPEDIMENTOS
a) Ocupar-se  de  atividades  que  possam  de  alguma  forma prejudicar a empresa. b)  Promover desordem, atrapalhando ou desrespeitando os colegas   de trabalho, dentro ou fora das dependências da empresa. c)  Fumar em  locais fechados. d) Colaborar com empresas ou com iniciativas que concorram de alguma forma com a empresa. e) Divulgar, por qualquer meio, assunto ou fato de natureza con?dencial da empresa. f)  Divulgar partidos políticos e/ou crenças religiosas. g) Manifestar-se sobre qualquer assunto que possa comprometer imagem da EMPRESA. h) Manifestar opinião ou atuar de maneira contrária aos princípios e  valores da EMPRESA. i)  Ingerir bebidas alcoólicas durante o expediente.
C - RELAÇÕES COM OS CLIENTES
O  compromisso com nossos clientes deve estar baseado no respeito  aos seus direitos e na busca de soluções que atendam a seus interesses e os satisfaçam, sem perder de vista os objetivos de desenvolvimento e a rentabilidade da organização. Os clientes devem ser atendidos com cortesia e e?ciência; e a informações devem ser claras, precisas e transparentes. Atender as   solicitações do cliente é imprescindível e, mesmo que as respostas não  sejam positivas, elas devem ser fornecidas de forma adequada e no prazo esperado.
D - RELAÇÕES COM DIRETORIA
A relação com a diretoria deve ser transparente, com informações precisas e con?áveis que lhes permitam acompanhar as atividades através de performace de cada departamento da empresa, reavaliar estratégias e de?nir os novos rumos da organização.
E - RELAÇÕES NO AMBIENTE DE TRABALHO
As relações no ambiente de trabalho sempre devem ser corteses e  respeitosas entre as áreas e entre as pessoas de um mesmo setor. A  lealdade e a con?ança são essenciais. O gestor de pessoas deve ter em mente que os colaboradores o tomarão como exemplo. Portanto, suas ações devem constituir o modelo de conduta para a equipe. Não se admite o uso de influência do cargo e/ou de capital para solicitar favores ou serviços pessoais. É importante reconhecer o mérito  de cada colaborador e proporcionar igualdade de acesso às oportunidades de desenvolvimento pro?ssional existentes, segundo as    características,  competências e contribuições de cada um, além de    sua capacidade de relacionar-se com os demais colaboradores.   As decisões devem ser tomadas como base nesses critérios e não em relacionamento pessoal.
F - RELAÇÃO COM NOSSOS FORNECEDORES
A EMPRESA desencoraja e não admite práticas corruptas e de suborno, ou qualquer forma de obter negócios por meios ilícitos.  Nenhum colaborador da EMPRESA pode aceitar qualquer tipo de benefício de parceiros de negócios que possam comprometer a capacidade de tomar decisões objetivas e comercialmente justas.  A contratação de  fornecedores deve ser sempre baseada em critérios pro?ssionais, éticos e coerentes com as necessidades da EMPRESA, sendo  conduzidas por meio de processos prede?nidos que garantam a melhor relação custo/benefício.
G - RELAÇÃO COM CONCORRENTES
A concorrência leal é o elemento básico em nossas relações com outras empresas de turismo e eventos. Nossa competitividade deve estar baseada neste princípio. Não devemos emitir comentários que possam denegrir a imagem    e/ou gerar boatos sobre nossos concorrentes, especialmente com o objetivo de promover nossos próprios produtos ou  serviços. Também não devemos fornecer informações con?denciais da nossa organização a concorrentes.
5  - CIDADANIA PARTICIPATIVA
É  preciso que a ação voluntária seja uma opção livre no interior  de uma tripla aspiração: a autoestima, a solidariedade com o próximo  e  o  compromisso  com a construção de uma sociedade justa. No entanto,  é compromisso da EMPRESA incentivar e valorizar o trabalho voluntário e ações de engajamento social. É importante que o voluntário discipline a sua ação. Muitas iniciativas podem se perder por não serem submetidas a um programa, a objetivos, a um método, a prazos, a uma dedicação séria, uma   avaliação.  Vale lembrar que a  ação voluntária vinculada à empresa deverá ser norteada também pelos valores expressos neste documento.
6 - UTILIZAÇÃO DOS BENS DA EMPRESA
Deve-se zelar pela conservação, segurança e racionalidade na utilização  dos  recursos físicos, tais como equipamentos, materiais e   instalações. Deve-se lembrar que esses recursos facilitam e viabilizam a execução das atividades e que todo colaborador é corresponsável pela guarda e conservação dos bens e materiais que utiliza. A utilização de materiais, como: papel, caneta, cartuchos de impressora, copos descartáveis assim como água, energia, combustível, entre outros, deverá ser norteada pelos princípios do Consumo Consciente.
7 - DOCUMENTOS DADOS E  INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS
Todos os colaboradores são responsáveis pela guarda e manutenção    e dos dados gerados pelas áreas, devendo, portanto, manter  os  documentos organizados, conservados e em locais seguros. Os  colaboradores devem certi?car-se de que documentos con?denciais não ?quem expostos a outros que não deveriam ter acesso. É vedado utilizar-se de informações con?denciais em benefício próprio ou em benefício  de  terceiros, mesmo após  seu desligamento da EMPRESA.
8 - HORÁRIO DE TRABALHO: AUSÊNCIAS E ATRASOS
Atrasos e faltas de qualquer colaborador podem prejudicar colegas de  trabalho  e ao mesmo  tempo, podem ser  entendidos como desrespeito à instituição e aos demais colaboradores. Assim, a pontualidade no cumprimento, da jornada diária de trabalho é muito  importante. No caso dos colaboradores que são estudantes, as  faltas serão abonadas quando houver coincidência entre o horário de trabalho e o horário de exames escolares. Por vezes há situações que provocam atrasos e/ou   faltas, mesmo   devendo evitá-las. Nestes casos o colaborador, com alguma antecedência, deve comunicar a seu superior direto e a seus colegas de trabalho.
9 - PENALIDADES
Aos  colaboradores não cumpridores das normas deste código aplicam-se: 1- Advertência Verbal 2- Advertência Escrita 3- Suspensão  sem Remuneração 4- Desligamento
10 - OUVIDORIA
Clientes, fornecedores e parceiros devem recorrer à Ouvidoria sempre que estiverem ou se sentirem em situação de conflito de interesses, ou quando suspeitarem de fatos que possam prejudicar a  empresa ou que possam contrariar os princípios deste Código. A colaboradora responsável pela Ouvidoria é Regina Parras e o contato pode ser feito através do telefone  (11) 4412-5454. Também do e-mail ouvidoria@ingressocomdesconto.com.br. Sempre que acionada e considerar necessário, a Ouvidoria recorrerá a Gerência e/ou a Diretoria.
11 - GERÊNCIA e DIRETORIA
Colaboradores sempre que estiverem ou se sentirem em situação de conflito de interesses, ou quando suspeitarem de fatos que possam prejudicar a empresa ou possam contrariar os princípios.  Por meio deste  documento, a Gerência e a Diretoria, sempre que solicitadas ou que julgarem necessário, rea?rmam seu papel para solucionar questões de ordem pessoal, pro?ssional ou de relacionamento através do atendimento pessoal, telefônico 4412.5454 ou 99946.8912 ou por e-mail: adm@ingressocomdesconto.com.br e comercial@ingressocomdesconto.com.br.
12 - CONSIDERAÇÕES FINAIS
Problemas éticos não estão  relacionados apenas  às  nossas próprias ações. Questões éticas surgem diante de nós, obrigando-nos a enfrentá-las. As linhas   gerais   deste  código permitem   avaliar grande   parte   dessas situações,   mas   não   abrangem   todas   que  podem  surgir  no  dia-a-dia  da  empresa.  Assim,  eventualmente, poderão   surgir   dúvidas   sobre   qual   deve   ser   a   conduta   mais  correta  a  ser  adotada.  Nesses  casos,  os colaboradores, clientes, fornecedores e parceiros devem procurar a Ouvidoria, a gerência ou a Diretoria.